Recadastramento biométrico agora em dois expedientes aos sábados

Quem não tirar o novo título até 19 de dezembro não vota nas eleições de 2012 e vai sofrer várias sanções, entre elas multa e impossibilidade de participar de concursos públicos

Caruaru, Cidades, Notícias
Por Anderson Ricardo em (26/11/2011 às 14:09)

fila de recadastramento biometrico caruaru Recadastramento biométrico agora em dois expedientes aos sábados

O recadastramento biométrico em Caruaru esta semana passou dos 55% do total do eleitorado, que é de pouco mais de 200 mil eleitores, segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral. De acordo com o Cartório Eleitoral, até a manhã da última quarta-feira 102.721 eleitores já haviam feito o recadastramento, o que dá um total de aproximadamente 53%. O atendimento que estava sendo realizado apenas de segunda a sexta, das 8h às 18h, agora também vai acontecer aos sábados, a partir do dia 26, em dois expedientes. No último sábado, o Cartório Eleitoral funcionou apenas pela manhã, atendendo pouco mais de 700 pessoas.

Iniciado em março deste ano, o recadastramento é obrigatório e quem não fizer até o dia 19 de dezembro não vota nas eleições municiais de 2012, segundo resolução do Tribunal Superior Eleitoral. Em Caruaru, o atendimento tem sido considerado rápido, mas em alguns dias o sistema fica lento e isso causa longas filas. O sistema é on line e integrado com o TSE, por isso que às vezes ocorre algum tipo de problema. “No geral o atendimento é rápido”, disse Onássis Araújo, chefe da 105ª Zona Eleitoral.

Como a meta do TRE é recadastrar a maior quantidade possível de pessoas, é comum encontrar políticos e pré-candidatos a vereadores, levando eleitores para o recadastramento. “Muitos políticos estão trabalhando nesse sentido e isso acaba ajudando quem não tem condições de vir aqui”, disse a dona de casa Ana Elisabeth. Ela contou com a ‘carona’ do vereador Edmílson do Salgado (PCdoB). “Se não fosse ele, teria que pegar dois ônibus para ir”, completou a dona de casa.

O comunista foi um dos poucos vereadores até agora que disponibilizaram estrutura (veículo à disposição) para ajudar os eleitores. Além de colocar uma van saindo de duas a três vezes por dia do bairro do Salgado, Edmílson é visto em seu veículo (uma Hilux) levando eleitores para o recadastramento. “Quando aconteceu a audiência pública na Câmara, o presidente do TRE pediu que nós ajudassémos a Justiça Eleitoral nesse sentido. Estou fazendo a minha parte”, comentou o vereador.

Quem também tem se empenhado bastante em levar eleitores para o recadastramento é o pré-candidato a vereador Laírton Vieira (DEM). Desde que o processo começou, ele é visto diariamente levando dezenas de pessoas em seu veículo particular e, muitas vezes, ajudando quando alguém esquece um documento. “Estamos fazendo nossa parte. Com mais eleitores, teremos mais chances de chegar à Câmara”, disse o pré-candidato.

No Fórum Eleitoral, a estrutura interna é muito boa. Quando o eleitor chega ao local (parte interna) é rapidamente atendido e recebe o documento em pouco mais de 20 minutos. “O problema é que muita gente chega às quatro da manhã e isso contribui para a formação de fila, com algumas pessoas ficando até uma hora na espera. Quando o sistema cai ou fica lento, as filas aumentam um pouco, mas no geral o atendimento é rápido”, garante um dos funcionários do Tribunal Regional Eleitoral.

Mais de seis milhões de brasileiros terão de tirar o novo título eleitoral
Mais de seis milhões de brasileiros estão sendo convocados pela Justiça Eleitoral para comparecer aos postos de atendimento e cartórios para coleta das impressões digitais. O recadastramento está sendo feito em todos os municípios de Alagoas e Sergipe, em seis cidades de Pernambuco, em Curitiba, Goiânia e em Jundiaí e Itapeva, ambas em SP. As cidades de Pernambuco são Aliança, Caruaru, Catende, Macaparana, Sanharó e Vicência. O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Aldir Passarinho, informou que a soma das cidades onde haverá recadastramento é de 6.154.816 eleitores.

O processo será também o primeiro passo para que os cidadãos recebam o Registro de Identificação Civil (RIC), em substituição à carteira de identidade, CPF, título de eleitor, entre outros. Um convênio firmado entre o Tribunal e o Ministério da Justiça prevê a emissão do Registro de Identificação Civil. “À medida em que fornecermos para o Ministério da Justiça os dados cadastrais daqueles identificados biometricamente, eles (esses eleitores) receberão de forma prioritária a carteira de identidade nacional, que é o RIC”, disse o presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, na sessão em que a ampliação do projeto da biometria foi aprovada.

O RIC, um dos mais modernos documentos de identidade do mundo, foi lançado no dia 30 de dezembro de 2010. Além de dispor de diversos mecanismos de segurança, o documento conta com um chip onde ficam armazenadas as impressões digitais do titular e informações como sexo, nacionalidade, data de nascimento, foto, filiação, naturalidade, assinatura, órgão emissor, local de expedição e dados referentes ao título de eleitor, CPF, previdência social, entre outros.

Em setembro do ano passado, o TSE e o Ministério da Justiça firmaram convênio para que o Tribunal – ao integrar o Sistema Nacional de Registro de Identificação Civil (SINRIC) -, forneça os dados dos eleitores colhidos por meio do cadastramento biométrico. Até 2018, deverão ser repassadas ao MJ as informações de todo o eleitorado do país, que corresponde a cerca de 70% da população.

 

Fonte: jornalvanguarda.com.br

 


» Acessar Webmail
Repentistas homenageiam o Pernambuco Agora

Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo;

Efésios 6,11

Patrocinadores
Equipe
  • Anderson Ricardo
  • Pablo Vinicius
  • Valderedo Valentim
Pernambuco Agora
  • Fazendo o possível para informar a região com uma linguagem clara e objetiva.
  • Leia mais
Contato
Mapa do Site