Ex-árbitro Djalma Beltrami é preso em operação da Polícia Civil no Rio

Entidade cumpre mandados contra PMs acusados de receber propina

Notícias, Polícia
Por Anderson Ricardo em (19/12/2011 às 14:45)

Ex arbitro Djalma Beltrami e preso em operacao da Policia Civil no Rio Ex árbitro Djalma Beltrami é preso em operação da Polícia Civil no Rio

O ex-árbitro de futebol e atual comandante do 7º BPM (São Gonçalo), tenente-coronel Djalma Beltrami, foi preso nesta segunda-feira durante uma operação da Polícia Civil, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. A operação cumpre 13 mandados de prisão contra policiais militares acusados de receberem propina de traficantes para não reprimir a venda de drogas na região. As informações são da assessoria da Polícia Civil.

O G1 entrou em contato com a Polícia Militar e a assessoria da corporação informou que não iria comentar o caso.

Djalma Beltrami assumiu o 7º BPM após a prisão do tenente-coronel Cláudio Luiz de Oliveira, acusado de envolvimento na morte da juíza Patrícia Acioli. Patrícia foi executada com 21 tiros ao chegar em sua casa, em Piratininga, na Região Oceânica de Niterói.

Segundo as investigações, os PMs receberiam propina de R$ 160 mil de propina por mês. Mais de 100 policiais civis participam da operação.

Paulista de 45 anos, Beltrami fez parte do quadro de árbitros da Ferj de 1989 a 2011, quando se aposentou por idade em maio. Também era dos quadros da CBF (1995 a 2010) e da Fifa (2006 a 2008).

Em duas de suas passagens polêmicas no futebol, Beltrami apitou a Batalha dos Aflitos, como ficou conhecido o jogo decisivo entre Grêmio e Náutico na Série B de 2005. Expulsou quatro jogadores do time gaúcho e marcou dois pênaltis a favor da equipe pernambucana. O placar foi de 1 a 0 para os tricolores.

Em 2009, deu quatro minutos de acréscimos no segundo tempo da partida entre Santos e Atlético-MG, porém, encerrou antes do tempo determinado. Ao perceber o erro, recomeçou o jogo. Aos 50, anulou um gol legítimo do Santos, que perdeu por 3 a 2.

No Rio de Janeiro, a última vez em que apitou uma final de campeonato estadual foi em 2007, quando o Flamengo foi campeão (em disputa por pênaltis) em cima do Botafogo. No fim da partida, que terminou 2 a 2, Dodô foi lançado em condição legal, mas o assistente anotou impedimento. O atacante alvinegro concluiu para o gol e recebeu de Djalma Beltrami o segundo cartão amarelo, sendo expulso de campo.

 

Fonte: globoesporte.globo.com

 


» Acessar Webmail
Repentistas homenageiam o Pernambuco Agora

Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes permanecer firmes contra as ciladas do Diabo;

Efésios 6,11

Patrocinadores
Equipe
  • Anderson Ricardo
  • Pablo Vinicius
  • Valderedo Valentim
Pernambuco Agora
  • Fazendo o possível para informar a região com uma linguagem clara e objetiva.
  • Leia mais
Contato
Mapa do Site